quinta-feira, 23 de outubro de 2014




Cheguei ao ponto de não saber o que dizer, o que fazer.

Não sei expressar o que sinto, não sei explicar a natureza destas coisas e destas lágrimas que me invadem os olhos sem permissão.

A sensação de não te ter aqui a troco de outras sensações que me doem na alma, deixam-me sem sentido. Sem nexo. Sem rumo.

Odeio sentir-me assim.

Sem comentários:

Enviar um comentário